A famosa e temida HÉRNIA de DISCO

A ideia, é fazer com que você volte a sua rotina normal, no trabalho, em casa, no lazer e até poder “abusar” da coluna de novo, sem preocupar com a hérnia de disco.

 

Vou falar um pouco sobre o que é, e alguns motivos pelo qual pode acontecer a hérnia, e minha visão sobre o tratamento em tantos anos de experiência.

Bom, hérnia de disco é quando ocorre a lesão de uma parte do disco intervertebral (“amortecedores” da coluna), e esse disco acaba escorregando para fora de sua posição de origem, a isso damos o nome de extrusão. Quando isso acontece, quase que inevitavelmente, essa hérnia acaba comprimindo uma raiz nervosa na mesma região da coluna e assim consequentemente dores de variadas intensidades acontecem, fazendo com que a pessoa que tem este problema, possa apresentar desde pequenos incômodos, até fortíssimas dores que mesmo com poderosos analgésicos e anti-inflamatórios, elas não desaparecem, fazendo com que o individuo não consiga realizar mais nenhum tipo de tarefa, seja em casa, no trabalho ou lazer.
Muitas das vezes, as hérnias acontecem por algum fator externo como o excesso de força ao carregar algo muito pesado, ou algum tipo de trauma.
Porém, muitas pessoas tem hérnia de disco, sem ter feito qualquer esforço ou algum tipo de trauma. Na visão da quiropraxia, hérnias sem causa aparente, geralmente aparecem devido ao conjunto de fatores durante a nossa vida. Vou usar um exemplo bem simples; pense na nossa coluna funcionando como uma mola comprimindo e esticando para cima e para baixo, quando a coluna começa a trabalhar de forma errada (ou seja “torta”) ela começa a exigir demais dos nossos “amortecedores” (discos) e com o tempo esses discos vão se desgastando a ponto que, em certo momento, mesmo que você não realize um esforço grande ou mesmo que durma todo torto, o seu disco se rompe e assim ele se transforma em uma hérnia. A conclusão é de que, se de alguma maneira não fizermos um trabalho preventivo (corrigindo a postura, exercícios, alongamentos, cuidados no trabalho etc) as chances de você desenvolver este tipo de problema, aumentam consideravelmente.
Agora, a pergunta que mais ouço quando atendo esse tipo de problema. Hérnia de disco tem cura? A resposta é um pouco complexa e depende do ponto de vista, mas vou tentar encurtar. Uma vez com hérnia de disco, para sempre terá hérnia de disco. Mas CALMA, tem tratamento.Se seu caso for muito, mas muito complexo e você tem uma “baita” hérnia de disco, é quase certo que necessitará de cirurgia (que retira uma parte da hérnia).
Agora se esse não é seu caso, o tratamento existe. A fisioterapia Especializada em Coluna, ajuda e muito, geralmente meus pacientes levam em média de 4 até 10 consultas para ter alivio quase completo da dor (que varia conforme cada pessoa), só que, o mais importante nisso, é o comprometimento de cada um durante o tratamento, pois se durante esse período a pessoa não seguir as recomendações e começar a abusar, naturalmente não vai melhorar, e ai não adianta colocar a culpa no tratamento.

O que promover com o tratamento?

A ideia, é fazer com que você volte a sua rotina normal, no trabalho, em casa, no lazer e até poder “abusar” da coluna de novo, porém como disse acima, alguns limites precisam ser respeitados durante qualquer tratamento que possa fazer, não existe mágica e nem cura milagrosa que resolva os problemas de saúde com um comprimido ou um atendimento, qualquer que seja a terapia. O fato é, depende muito mais de VOCÊ, do que qualquer tratamento que exista. Como diz um velho ditado popular; “Quando a esmola é demais, até o santo desconfia”.

3 comentários em “A famosa e temida HÉRNIA de DISCO”

  1. Pingback: O que é a Quiropraxia? - Dr Tiago Masotti

  2. Doutor, esse texto é excelente. Achei você na internet, li o artigo e o procurei. Assim como ta escrito ai em cima, o dr deu uma aula sobre o problema e o que eu estava fazendo de errado para ter surgido minha hérnia de disco. Foi muito rápida minha melhora, quiropraxia, osteopatia, ou qualquer técnica que você usou relmente resolveu meu problema!

  3. Pingback: Estar acima do peso pode levar as dores nas costas? - Dr Tiago Masotti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *